Perguntas / Dúvidas

16 respostas a Perguntas / Dúvidas

  1. Manuela diz:

    Uma vez que são profissionais da área da endoscopia, gostaria que me explicassem em que é que consiste uma CPRE? este exame é realizado em todas as unidades de endoscopia?

    Olá Manuela: A CPRE (Colangio Pancreatografia Retrógrada Endoscópica) é um exame endoscópico especializado que permite “observar” e intervir nos canais biliares, canais do pâncreas e a vesícula biliar. É um exame de duração variável (em média 45 minutos), realizado sob sedo/analgesia e requer para a sua realização apoio radiológico (sala equipada com raios X). Por este motivo este exame apenas é realizado em Unidades de Endoscopia Digestiva que possuam este equipamento.
    Cumprimentos
    c.s.s.

  2. João diz:

    Sou portador de pacemaker. Nunca fiz nenhum exame deste tipo, mas se necessitasse de o fazer haveria algum tipo de contra-indicação?

    Olá João: O facto de ser portador de pacemaker não constitui contra-indicação para a realização de nenhum procedimento endoscópico, seja ele de carácter diagnóstico ou terapêutico. No entanto, deverá informar que é portador deste dispositivo quando se dirigir à Unidade de Endoscopia onde realizará o exame. Se possuir alguma documentação relativa ao dispositivo que tem implantado deverá fazer-se acompanhar da mesma na altura da marcação do exame e no dia da realização do mesmo.
    Cumprimentos
    c.s.s.

  3. António Silva diz:

    Vou fazer a 3ª colonoscopia. O produto da preparação que me receitam é dificil de beber até ao fim e provoca-me vómitos. Será que com o Citrafleet que vocês também apresentam, e eu não conheço, me vou sentir melhor?

    Caro António: O “Citrafleet” é um dos produtos disponíveis no mercado e com bom resultado final quanto à qualidade da preparação intestinal; um dos comentários de outros doentes relativos a este produto é efectivamente a facilidade da ingestão do mesmo. Dois copos de “Citrafleet” nos tempos previstos e depois hidratação na quantidade indicada com líquidos “a gosto” conforme protocolo, é referido como facilitador e fácil de tolerar. No entanto, compete-nos informá-lo que deve perguntar ao seu médico se existe alguma contra indicação para a substituição do produto.
    Cumprimentos
    j.m.a.

  4. Maria de Fátima diz:

    Boa noite: Tenho um familiar ao meu cuidado com sonda de silicone para alimentação quase à 2 anos. São raras as sondas que se aguentam os 3 meses, principalmente por arrancamento da mesma. Passa períodos longos com luvas de protecção, mas mesmo assim muitas vezes a sonda acaba por sair.
    Será que com uma PEG não iria acontecer o mesmo? Não terá mais sofrimento pelo furo no estômago?

    Cara Mª Fátima: Pela breve descrição do caso do seu familiar, tudo indica que será uma das situações em que estará indicada a colocação de “PEG” e posteriormente um “Botão”. As intercorrências/complicações que tem acontecido com a SNG vão diminuir de forma significativa; os cuidados necessários ao manuseamento com a “PEG” e depois o “Botão” não lhe irão causar complicação, visto serem muito semelhantes aos do utente com SNG. Os riscos vão diminuir e o conforto vai aumentar quer para o utente quer para o cuidador.
    O acto de colocar a “PEG” é semelhante a uma “pequena cirurgia” com o utente anestesiado e tem um período de cicatrização curto.
    Deve conversar com o seu médico assistente para equacionar a possibilidade de enviar o utente a uma consulta de Gastrenterologia na sua área para avaliação/colocação de “PEG”.
    cumprimentos
    j.m.a.

  5. Luísa Mendes diz:

    Tenho que marcar uma colonoscopia para um familiar, pedida pelo médico de família, e fui a uma clínica póxima da minha residência. Levei escritas num apontamento as perguntas que sugerem na “endoscopia de qualidade”. A funcionária mostrou-se muito desconfiada e não me respondeu à maior parte delas. Que acham que devo fazer?

    • endosguima diz:

      Cara Luísa:
      O utente / familiar tem o direito e o dever de escolher serviços de qualidade. Os critérios que utilizou não foram “inventados” por nós, mas sim sugeridos por uma organização internacional credível da especialidade.
      Apesar de no nosso país não existir tradição de se questionar préviamente as pessoas / instituições sobre esta matéria, pensamos que quem trabalha com rigor e qualidade não se sente desconfortável quando abordado pelos utentes sobre este assunto. Assim, dado as dúvidas que existem, será mais seguro procurar outro local para realização do exame que demonstre cumprir os critérios.
      cumprimentos
      j.m.a.

  6. Elsa diz:

    Boa noite,

    Será que alguém sabese o Citrafleet é comparticipado. Necessito de comprar e não tenho recieta média. Será que vale a pena ir ao meu médico para pedir a receita.
    Obrigado,
    Elsa

    • endosguima diz:

      Cara Elsa:
      Informo que o Citrafleet, bem como todos os outros produtos de “preparação intestinal”, não beneficiam de comparticipação mesmo quando solicitados através de receita médica.
      cumprimentos,
      j.m.a.

  7. Teresa Santos diz:

    Boa noite,
    Tenho um familiar que deve fazer uma colonoscopia. Existem muitos locais aos quais posso recorrer. Como devo fazer essa escolha?

    • endosguima diz:

      Cara Teresa:

      Os cuidados de saúde são um comércio… mas também é verdade que dada a sensibilidade deste comércio deve existir uma relação de confiança absoluta entre o prestador de cuidados e o utente.
      Efetivamente existem excelentes Unidade públicas e privadas a prestarem este tipo de cuidados; por outro lado também existem outras… e é com estas “outras” que tem que ser muito criteriosa.
      Uma forma legítima de aferir minimamente o nível de qualidade de uma Unidade de Endoscopia é consultar o nosso “Post” – “Endoscopia de Qualidade” e validar perante a Unidade / Clínica os pré requisitos que aí constam.
      Se não conseguirem fazer prova dos mesmos ou se manifestarem incomodados com as perguntas, escolha outra Unidade/Clínica porque quem trabalha com segurança e qualidade não se perturba quando os utentes / familiares colocam este tipo de questões.
      O Médico Especialista que “dá” o nome para a Unidade / Clínica, por si só, não significa segurança e qualidade; tem mesmo que validar os 10 pré requisitos.
       É médico licenciado?
       Tem especialidade reconhecida em Gastrenterologia?
       Tem taxa de colonoscopias totais (até à válvula ileocecal) superior a 90%?
       Executa mais de 100 exames por ano?
       Exerce a função de Gastrenterologista nesta clínica ou hospital?
       Fazem remoção de pólipos em colonoscopias de rotina?
       Tem equipamento e profissionais específicos para a desinfeção dos endoscópios?
       Possibilitam colonoscopias com sedação?
       Monitorizam tensão arterial, frequência cardíaca e níveis de oxigénio no sangue durante a sedação?
       Trabalha com assistente ou enfermeiro treinado em endoscopia?
      (Fonte: American Society for Gastrointestinal Endoscopy)
      Cumprimentos,
      j.m.a.

  8. Lidia diz:

    Faço intolrerancia ao cleen prep usado na preparação para a colonoscopia. será que o citra fleet é a mesma coisa ou é um produto diferente?

    • endosguima diz:

      Cara Lídia:
      A pergunta que coloca é pertinente dado que a intolerância que fala ao Klean Prep®, (Principio activo: Polietilenoglicol) já é conhecida e relatada várias vezes.
      Em relação ao Citrafleet®, ( Principio activo: Picossulfato de sódio,Óxido de magnésio leve) o aroma a limão além de ser mais facilmente tolerado, é misturado em água num copo (grande) de 250 ml e seguidamente, 1,5 litros de líquidos claros à escolha do paciente.(este processo é repetido em 2 vezes como explica o protocolo presente no nosso separador “Folhetos Informativos”) com isto, todo o processo fica menos penoso para o paciente.
      Em resumo,o Citrafleet® tem menos quantidade de líquido para ingerir e o sabor a limão reduz drasticamente os vómitos náuseas em relação ao Klean Prep®.
      Mas quero deixar claro que não existem produtos fáceis de tomar para a limpeza intestinal.
      Devo lembrar também que todos os produtos têm algumas contra-indicações; deve questionar sempre o médico prescritor se pode substituir o produto (não deve ficar só com informação transmitida por funcionários administrativos como acontece em muitos locais).
      Cumprimentos,
      j.m.a.

  9. Ana Mª Martins Gaspar Batista diz:

    uma adolescente com deficiência com PEG pode comer uma refeiçao diaria pela boca?

    • endosguima diz:

      Cara Ana Maria:
      Qualquer utente com um dispositivo para alimentação por gastrostomia, onde se inclui a PEG, se mantiver integro e funcional o aparelho digestivo desde a boca até ao estômago pode ingerir alimentos por esta via. Devo lembrar-lhe que é obrigatório estar bem avaliada a capacidade de deglutição para prevenir uma aspiração de conteúdo alimentar (conteúdo alimentar no sistema respiratório).
      Se estamos perante uma gastrostomia só para ser possível administrar os alimentos necessários e na quantidade correta, então é uma boa prática pequenas refeições pela boca para exercitar os vários músculos e sentidos nela envolvidos; se apresentar dificuldade na deglutição de líquidos (o mais habitual),o mesmo pode não acontecer com alimentos pastosos/gelatinosos e então ser possível esta prática com este tipo de alimentos, onde pode variar o sabor, a textura, a temperatura e a cor.
      cumprimentos,
      j.m.a.

  10. Sergio Poinhas diz:

    Boa noite. Tenho um sobrinho que usa o botão gastrico MIC-KEY de forma permanente. Infelizmente degrada-se com alguma frequência e no hospital esta sempre esgotado. A opcao que nos dao e uma sonda mais desconfortavel. A família gostava de adquirir alguns botoes MIC-KEY sobressalentes para lhe dar mais qualidade de vida. Podem dizer-nos como e onde podemos comprar? Obrigada.

    • endosguima diz:

      Caro Sérgio Poinhas:
      A empresa que representa em Portugal o dispositivo descrito é a GRIFOLS. Não lhe posso confirmar se vendem directamente a consumidor final.
      Deixo-lhe o contacto da mesma para que a possam questionar sobre o pretendido.
      GRIFOLS PORTUGAL, Lda. Rua de S. Sebastião, 2 – Zona Industrial Cabra Figa
      2635-448 Rio de Mouro PORTUGAL
      Tel: + (351) 219255200 Fax: + (351) 219255201 portugal@grifols.com
      cump.
      j.m.a.

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s